in

SP identifica primeiro caso da variante indiana do coronavírus e acende alerta vermelho no Brasil

Além deste, outros seis casos confirmados da variante indiana seguem em observação no Brasil.

O Globo

Um homem de 32 anos, natural de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, desembarcou no estado de São Paulo pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, no dia 22 de maio, e recebeu diagnóstico positivo para a variante indiana do novo coronavírus, nomeada como B.1.617. O caso foi confirmado pela Secretária de Estado da Saúde de São Paulo e acendeu um alerta em todo o Brasil.

Publicidade

A informação se tornou pública nesta quarta-feira (26) pela manhã, após divulgação do próprio governo do estado. Com este, já somam sete os casos da variante indiana no Brasil.

Além dele, outras seis pessoas também testaram positivo para a B.1.617, porém, estes outros casos foram registrados no Maranhão, em meio aos passageiros do navio MV Shandong da Zhi, que atracou no litoral do estado. As seis pessoas e outras cem com as quais elas tiveram contato seguem em observação.

Publicidade

Outros três casos no Distrito Federal, no Espírito Santo e em Minas Gerais são considerados suspeitos e também estão em observação.

Publicidade

Segundo informações divulgadas pelo governo de São Paulo, até o momento não existe qualquer registro de contaminação local, ou seja, de pessoas que foram infectadas já em solo brasileiro após manter contato com indivíduo contaminado pela variante.

Publicidade

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) identificou o passageiro, no entanto, o governo estadual afirma que o órgão emitiu a notificação somente após o mesmo ter embarcado para o Rio de Janeiro.

Já a Anvisa afirma que quando o homem passou por seus controles no Aeroporto de Guarulhos apresentou PCR negativo nas últimas 72 horas e não apresentava sintomas da doença.

Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.