in

Jovem de apenas 21 anos que foi candidata a vereadora tem morte súbita e caso comove: ‘Com muita tristeza’

Letícia Caliman morreu nos braços da mãe após ter uma parada cardíaca irreversível.

Gazeta

Candidata a vereadora no ano passado na cidade de Venda Nova do Imigrante, no Espírito Santos, a jovem Letícia Caliman Baptisti, de 21 anos, morreu na última segunda-feira (24) após ser vítima de uma parada cardíaca.

Publicidade

Estudante de Arquitetura e Urbanismo no Instituto Federal do Espírito Santo, no campus de Colatina, Letícia era filiada ao Partido Verde, tendo obtido 85 votos no pleito eleitoral de 2020, e acabou não sendo eleita. 

Em entrevista ao portal “UOL”, o deputado federal capixaba Evair de Melo (PP-ES) que era tio de Letícia disse que a jovem não tinha nenhum tipo de problema de saúde. Segundo o parlamentar, ela chegou a trabalhar na parte da manhã normalmente, almoçou e chegou em casa afirmando que estava fraca, pediu para que a mãe a segurasse e morreu de forma fulminante. 

Publicidade

“Não tinha comorbidade. Passou o final de semana com a gente super bem”, disse Evair. Em uma postagem feita nas redes sociais, o parlamentar deixou uma homenagem a Letícia.

Publicidade

“Com muita tristeza hoje nos despedimos da nossa querida sobrinha Letícia Caliman. Vítima de uma parada cardíaca irreversível”, disse o deputado Evair, sendo confortado por milhares de seguidores na publicação com a foto da sobrinha. 

Publicidade

Homenagem 

A faculdade onde Letícia Caliman cursava Arquitetura e Urbanismo fez uma homenagem nas redes sociais, desejou solidariedade aos familiares e decretou luto oficial pela morte da jovem. Abalados, os amigos e professores da estudante deixaram uma mensagem coletiva para ela e aos familiares. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade