in

Deputada federal do PSL é retirada de avião pela PF devido a um item proibido dentro de sua bagagem

O item é proibido na Área Restrita de Segurança do aeroporto e também a bordo das aeronaves.

G1

Na manhã desta terça-feira (25), a deputada federal Alessandra Silva (PSL-MG), conhecida como Alê Silva, foi retirada de dentro da aeronave na qual iria viajar, no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, região metropolitana, pela Polícia Federal, após se negar a permitir que sua bagagem passasse por um processo de inspeção física.

Publicidade

Segundo a concessionária que administra o aeroporto, a BH Airport, no decorrer da inspeção da bagagem de mãe da deputada, um item classificado como proibido na Área Restrita de Segurança e também a bordo das aeronaves foi identificado entre os seus pertences.

Com isso, em conformidade com normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a bagagem da deputada recebeu encaminhamento para a inspeção física, porém, de acordo com a concessionária, a parlamentar discordou do processo e se dirigiu à área de embarque, antes da realização do procedimento. Diante disso, a PF foi acionada.

Publicidade

Ainda de acordo com a concessionária, a deputada, mesmo sendo alertada pela companhia de que seu embarque ainda não estaria autorizado, seguiu para a aeronave. Já dentro do avião, a mesma então foi abordada pela Polícia Federal e conduzida para a inspeção. Em seguida, o item foi retirada de sua bagagem e a parlamentar foi liberada para seguir viagem.

Publicidade

De acordo com nota emitida pela assessoria da deputada, o item seria uma tesoura infantil. Inicialmente, Alê Silva chegou a cogitar que o item fosse de propriedade de sua filha, porém, a adolescente negou que fosse a dona do objeto. Alessandra então afirmou que não sabe “como a tesoura foi parar lá”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.