in

Mulher é multada em R$ 195,23 por deixar de usar cinto de segurança ao conduzir motocicleta: ‘Como assim?’

Na notificação, o Departamento de Trânsito afirma que a motociclista deixou de usar o cinto na condução da motocicleta.

G1/Frota e Cia/Montagem: Higor Mendes

Uma moradora de Osvaldo Cruz, em São Paulo, teve uma surpresa e tanto na última sexta-feira (21). Larissa Silva Munhos, de 24 anos, contou que foi entregue em sua residência uma correspondência enviada pelo Departamento Municipal de Trânsito, o que a teria deixado muito nervosa.

Publicidade

A surpresa veio quando seu marido avisou que ela teria sido multada em R$ 195,23 pela falta do uso do cinto de segurança durante a condução de sua motocicleta. “Como assim?”, questionou ela. Além do valor a ser pago, Larissa também teria sido penalizada com a perda de cinco pontos em sua Carteira Nacional de Habilitação.

Apesar de ser um grande absurdo uma multa pela falta de cinto de segurança em motocicleta, a notificação enviada pelo órgão de trânsito veio em seu nome e com a identificação da placa de sua moto.

Publicidade

A motociclista acredita que o erro possa ter ocorrido no momento da elaboração da multa, ou seja, no registro da placa ou do veículo e, com isso, ao invés de penalizar o infrator que de fato deixou de cumprir com a legislação de trânsito, acabou enviando a penalidade para o veículo de Larissa.

Publicidade

Segundo ela, a aplicação da multa se deu no dia 17 de abril deste ano, às 22h27, na Avenida Brasil, em Osvaldo Cruz, onde ela mora. No entanto, a motociclista afirma não se lembrar de ter saído de casa na data em questão.

Publicidade

Apesar de ter recebido a notificação, a legislação de trânsito brasileira permite que os condutores entrem com recurso para anulação de quaisquer penalidades aplicadas, se assim for de direito. Por conta disso, Larissa afirmou que um advogado a representará e entrará com sua defesa dentro do prazo para recorrer da infração junto ao órgão responsável.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.