in

Emocionado, socorrista que tirou bebê do mar relembra resgate: ‘Estava gelado, não se mexia’

O socorrista afirmou que nunca viu nada parecido e ressaltou que eram centenas de pessoas desesperadas.

G1

Na última terça-feira, 18 de maio, a Guarda Civil espanhola divulgou uma imagem que mostra o momento em que socorristas resgatam um bebezinho e outras crianças de dentro do mar. O resgate aconteceu durante uma operação para enviar de volta ao Marrocos, as pessoas que estavam tentando migrar nadando para Ceuta.

Publicidade

Segundo informação da Guarda Civil da Espanha, as crianças foram entregues aos familiares. Os pequenos foram resgatados das águas no estreito de Gibraltar. O local liga o Oceano Atlântico ao Mar Mediterrâneo, separando a África da Europa. Socorristas que atuam na Cruz Vermelha participaram da operação.

Aproximadamente oito mil migrantes tentaram passar do Marrocos para o território da Espanha. Pelo menos metade das pessoas chegaram a ser devolvidas ao território marroquino. O ministro do Interior da Espanha, Fernando Grande-Marlaska, fez um pronunciou sobre a situação e disse que havia recebido a informação sobre a chegada de mais de 1,5 mil menores de idade. Contudo, ele frisou que eles passariam por exames para poder determinar a idade que cada um tinha.

Publicidade

Fernando Grande-Marlaska ressaltou que, no atual momento a prioridade é tentar devolver a normalidade a população de Ceuta. Ele afirmou, em sua rede social, que a população do local pode contar com o apoio do governo espanhol.

Publicidade

Publicidade

Socorrista que salvou bebê relata momento do resgate

A imagem do socorrista com o bebê estampou a manchete da mídia e gerou grande comoção. O socorrista que resgatou o bebê relatou o momento muito emocionado. “Estava gelado, frio, não se mexia”, explicou Juan Francisco Valle, guarda-civil de 41 anos, que atuou na operação. Felizmente, o pequeno bebezinho passa bem. Não chegou a ser divulgado na mídia se era uma menina ou menino.

Apesar dos 12 anos de experiência como guarda-civil, Juan disse que foi treinado para quase todos os tipos de situação, porém nunca viu nada igual ao que ocorreu nos últimos dias com uma maré humana como a que presenciou. Ele disse que eram centenas de pessoas completamente desesperadas.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.