in

Após decisão do Tribunal Superior Eleitoral, cidade deverá realizar novas eleições para prefeito

Município seguirá com prefeito interino até a realização das novas eleições determinadas pelo TSE.

Valor Econômico

Nesta quinta-feira (20), o Tribunal Superior Eleitoral decidiu pela cassação do mandato de Fernando Zafonatto (DEM), prefeito de Matupá, no Mato Grosso.

Publicidade

O mandato do político foi cassado por conta do mesmo estar inelegível para cargos políticos quando venceu as eleições. Tal inelegibilidade se deu por conta de uma condenação por improbidade administrativa por direcionamento de licitação.

Com a cassação do prefeito, os ministros do TSE convocaram o então presidente da Câmara de Matupá, Marcos Porte (MDB), para assumir o cargo de forma interina. Além disso, o tribunal também determinou a realização de novas eleições para a escolha de um novo ocupante para o cargo.

Publicidade

Publicidade

O recurso que culminou com a retirada de Fernando Zafonatto da prefeitura foi proposto pela coligação Matupá para Todos Sempre e o ministro Luis Felipe Salomão é o relator do processo.

Publicidade

De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Matupá, o prefeito já vinha entrando com recursos na Justiça, na tentativa de se manter no cargo revertendo a decisão ainda no Tribunal Regional Eleitoral, porém, o processo alcançou Brasília e o TSE determinou que o mesmo tivesse o mandato cassado.

Apesar da decisão, a prefeitura afirmou que irá entrar com novo recurso para tentar reverter a decisão. Como consequência da cassação de Zafonatto deve ser divulgada em breve a data da nova eleição.

Fernando Zafonatto foi eleito no pleito de 2020, com cerca de 48,85% dos votos válidos. No total, 4.585 eleitores dedicaram seus votos ao candidato.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.