in

‘Acho que eu fui um bom presidente’, diz Lula ao confirmar sua candidatura em 2022

O ex-presidente confirmou que não hesitará em ser candidato a presidência em 2022, desta forma, se tornando o maior oponente de Bolsonaro.

REUTERS/Amanda Perobelli

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou que irá se candidatar a presidente nas eleições de 2022, desta forma, se tornando o maior oponente do atual presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). Durante uma entrevista, concedida pelo petista ao Paris Match, Lula ressaltou que “não hesitará” em uma candidatura e ainda avaliou os oito anos em que atuou como presidente do Brasil.

Publicidade

Vale lembrar que nas últimas pesquisas eleitorais, Lula aparece na liderança.

Ao comentar sobre o assunto, Lula diz que se está na melhor posição a ganhas as eleições presidenciais de 2022 e ainda possui “boa saúde”, “sim, não hesitarei”. Para completar, o petista afirmou: “acho que eu fui um bom presidente”. Além disso, o político ainda ressaltou ter criado fortes laços com a América do Sul, África, Europa, China, Rússia e os Estados Unidos.

Publicidade

Lula ressalta que durante o seu mandato, o País acabou se tornando “um importante ator no cenário mundial”.

Publicidade

Ainda durante a entrevista, Lula também comentou sobre sua condenação na Operação Lava Jato, e ressaltou que irá até o fim para que sua inocência seja provada. O ex-presidente relembrou o seu primeiro depoimento, dizendo que na época falou para o juiz Sérgio Moro que ele estava condenado a lhe conhecer, isso porque, segundo o político, a mentira foi longe demais, por isso, Moro não teria como voltar atrás.

Publicidade

Lula, que contraiu Covid-19 no começo de 2021, também fez questão de ressaltar estar curado. Além disso, o petista ainda relatou que se quer percebeu estar com a doença, e contou que só soube do diagnóstico porque acabou fazendo um teste que deu positivo.

Publicidade