in

Câncer na cárdia: conheça detalhes, causa e tratamentos da doença que tirou a vida do prefeito Bruno Covas

O prefeito Bruno Covas morreu neste domingo, 16 de maio, após complicações da doença.

DrSabrinaChagas

O prefeito Bruno Covas morreu vítima de um câncer. Ele tinha apenas 41 anos de idade e acabou não resistindo às complicações da doença. Bruno Covas foi diagnosticado com a doença no mês de outubro de 2019 durante uma consulta para tratar uma infecção na pele. Foi detectado um tumor maligno na região da cárdia, que fica localizada na transição entre o esôfago e estômago.

Publicidade

Na ocasião, os médicos também detectaram que Bruno Covas tinha metástase do câncer original, com um nódulo no fígado e linfonodos aumentados. Ele começou o tratamento fazendo com quimioterapia e radioterapia. O câncer regrediu e diminuiu de tamanho, mas a situação acabou complicando recentemente e o prefeito não resistiu e morreu.

Câncer na região da Cárdia

De acordo com a médica oncologista Renata D’Alpino, esse tipo de tumor é um adenocarcinoma, sendo o principal tipo de câncer que nasce na transição entre o esôfago e estômago, região chamada de cárdia. De acordo com o Inca – Instituto Nacional do Câncer, esse tipo de tumor é responsável por aproximadamente 95% dos casos de câncer no estômago.

Publicidade

De acordo com especialistas, o fator principal de risco para a doença é refluxo crônico. Quando o alimento não fica no estômago e acaba retornando para o esôfago vai provocando uma inflamação que pode causar mutação e o surgimento do câncer. Gordura corporal em excesso também pode elevar os riscos de processos inflamatórios no sistema digestivo.

Publicidade

O tratamento para a doença vai ser definido para cada paciente dependendo do quanto a doença está avançada. A cirurgia limpa a área ao redor do tumor, porém não vai tratar células adjacentes. Nesse tipo de situação, quando já há metástase da doença o mais indicado é a quimioterapia. Quando não se tem bom resultados com esse tratamento os especialistas recorreram à imunoterapia, que é uma técnica que ajuda a estimular o sistema de defesa do corpo para combater a enfermidade.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.