in

Delegado conta detalhes de ataque a creche e dispara: ‘Ele queria matar o máximo possível de pessoas’

Fabiano Kipper tentou tirar a própria vida após matar cinco vítimas em creche no interior de SC.

SCC 10 / G1

Na última sexta-feira (14), a Polícia Civil de Santa Catarina concedeu uma coletiva de imprensa para trazer maiores detalhes acerca do ataque cometido na Escola Pró-Infantil Aquarela, em Saudades (SC), ocorrido no dia 4 de maio.

Publicidade

Segundo as autoridades, o jovem Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, planejou a chacina sozinho, tinha consciência do que estava fazendo e queria vitimar o máximo de pessoas possível. No ataque, o adolescente deixou cinco pessoas mortas – sendo três bebês e duas funcionárias da unidade – e outro bebê ferido.

Na manhã do crime, Fabiano trabalhou normalmente em uma fábrica de confecção de roupas e calçados, e no horário do intervalo se dirigiu para casa e saiu de bicicleta em direção à creche. Por volta das 9h50, ele entrou na unidade com um facão de cerca de 80 cm, comprado na internet por R$ 400.

Publicidade

“Ele queria matar o máximo possível de pessoas. Agiu com esse objetivo e estava com pressa. Ele tentava entrar em uma sala, não conseguia e ia para outra, algo que era importante para atingir o objetivo dele”, disse o delegado responsável pelo caso, Jerônimo Marçal, reforçando que o jovem agiu sozinho e planejava a ação há alguns meses.

Publicidade

Os investigadores ainda concluíram que, o adolescente tinha planos de atacar a própria escola, mas pelo fato de não conseguir comprar armas de fogo, declinou do plano, e resolveu atacar a creche, onde sabia que encontraria maior vulnerabilidade e facilidade para realizar o seu ataque.

Publicidade

Prisão 

Fabiano Kipper Mai foi indiciado pelo crime de cinco homicídios e uma tentativa de homicídio. Ele teve prisão preventiva decretada na última semana, e nesta quarta-feira (12), após receber alta do Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó, foi conduzido para a penitenciária da mesma cidade.

Publicidade
Publicidade
Publicidade