in

Mãe que ateou fogo em bebê diz que não consegue mais falar com Deus: ‘não serei perdoada’

Mulher de 24 anos está presa suspeita da morte do bebê de uma semana em Anápolis, Goiás.

G1 / Portal 6

Isabella Freire, de 24 anos, frequentava uma igreja evangélica em Anápolis, interior de Goiás. Durante o período de pandemia, ela se afastou dos trabalhos religiosos, mas todos imaginavam que fosse devido às restrições de isolamento social. As informações foram divulgadas pelo Portal 6.

Publicidade

A jovem era conhecida por ter tido uma educação rígida e mal poder sair de casa. Ela namorava havia dois anos e acabou engravidando. Isabella e o namorado decidiram por um aborto, mas a jovem teria mentindo dizendo que o aborto havia sido bem-sucedido.

Na quarta-feira (12), ela colocou o bebê dentro de uma caixa e rodou pela cidade até encontrar um terreno baldio na região leste de Anápolis. Câmeras de segurança mostraram ela descendo do carro, levando a caixa para dentro do terreno baldio e voltando no carro para pegar isqueiro e álcool.

Publicidade

Ela contou à polícia que não sabia se o bebê estava vivo ou não. É que nos últimos dois dias, a criança havia ficado em um dos cômodos da casa dela, sem alimentação. Isabella não temia contar à mãe sobre a gravidez. O pai dela mora no exterior.

Publicidade

De acordo com o Portal 6, a jovem teria afirmado no depoimento à polícia que não consegue mais falar com Deus “porque sei que não serei perdoada”, teria dito. Ela segue presa, suspeita da morte do bebê, e laudo do Instituto Médico Legal (IML) vai mostrar se a criança já estava morta quando ela ateou fogo ou se ainda estava com vida. O namorado também é investigado. Este caso está repercutindo em todo o Brasil em um momento em que casos de violência contra criança estão ganhando destaque.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!