in

Como funciona o Domo de Ferro, poderoso escudo que protege Israel de mísseis e foguetes

O moderno e poderoso sistema de defesa antiaérea do país é capaz de abater mísseis e foguetes lançados pelo Hamas.

Defesa TV

Desde a última segunda-feira (10), mais de 1.000 mísseis já foram lançados por palestinos, membros do Hamas, contra o território israelense. Grande parte dos lançamentos ocorreram contra a cidade de Tel Aviv e arredores. Em contrapartida aos ataques, Israel realizou bombardeios incisivos em Gaza, causando dezenas de mortes.

Publicidade

Apesar de possuir poderio para responder à altura, Israel também conta com um moderno e poderoso escudo para se proteger dos mísseis lançados pelo Hamas: o poderoso Domo de Ferro.

Também chamado de Cúpula de Ferro, o dispositivo compõe um amplo sistema de defesa antiaérea que opera em prol da defesa de Israel. Sua função é proteger o território israelense de quaisquer ameaça lançada em sua direção, como mísseis balísticos, foguetes e outros.

Publicidade

O projeto para a construção do sistema contou com subsídio americano de cerca de US$ 200 milhões, cerca de R$ 1,06 bilhão, e foi projetado pela Rafael Advanced Defense System LTD, empresa com grande vínculo com os militares israelenses e responsável pela construção de sistemas de defesa aérea, marítima e terrestre.

Publicidade

Segundo seu fabricante, o Domo de Ferro pode alcançar incríveis 90% de eficácia, além de ser o sistema antimíssil mais usado no mundo.

Publicidade

O dispositivo é composto por mísseis interceptores, radares e sistemas de comando que analisam os possíveis alvos dos foguetes inimigos. Sendo assim, a tecnologia do Domo de Ferro é capaz de distinguir os foguetes que oferecem riscos de cair em áreas urbanas, vitimando civis, dos que possivelmente errarão o alvo e não farão vítimas.

Com isso, o sistema decide sozinho as ameaças que devem ser destruídas e envia interceptores, que podem ser lançados verticalmente de unidades móveis ou estacionárias para abater os projéteis ainda no ar, antes que possam oferecer risco à população.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.