in

Caso Gael: corpo do menino é velado em tenda no meio da rua; mãe está presa em SP

O velório do corpo de Gael está sendo realizado na cidade de Prata, na Paraíba.

Reprodução: Record TV

Gael de Freitas Nunes morreu na segunda-feira (10), após ter sido supostamente agredido pela mãe. Andréia de Freitas está presa no Presídio de Tremembé, interior de São Paulo, após ser ouvida pela polícia. A mulher teria atacado o próprio filho durante um surto psicótico.

Publicidade

Gael morava com a mãe, a irmã de 13 anos, e a tia-avó em um apartamento localizado no bairro Bela Vista, área nobre da cidade de São Paulo. O garoto havia passado o fim de semana com o pai e foi entregue mais cedo à mãe, no domingo, devido ao Dia das Mães.

A imagem abaixo mostra Gael sendo recebido pela tia-avó, Maria Nanete, ao chegar ao prédio onde morava. No dia seguinte, pela manhã, o garoto sofreu as agressões que o levaram à morte. Maria Nanete conta que encontrou Gael caído na cozinha.

Publicidade

Corpo é velado na Paraíba

As famílias do pai e da mãe do garoto são da Paraíba. O corpo foi levado para lá nesta quarta-feira, 12. Havia comoção na cidade de Prata, onde mora a avó paterna, devido à morte precoce de Gael. Depois de o velório ter sido realizado na casa da avó do menino, o caixão com o corpo foi colocado em uma tenda no meio da rua.

Publicidade

Agentes da Vigilância Sanitária organizaram a fila para que os moradores pudessem dar o último adeus ao garoto de três anos. O objetivo era evitar aglomerações em meio à pandemia do coronavírus. O corpo de Gael seria enterrado por volta das 9h no Cemitério Jardim Saudade. O pai, que viajou de avião de São Paulo para Recife e de lá seguiu de carro até Prata, não quis falar com a imprensa por causa de seu estado emocional.

Publicidade

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!