in

Mãe mostra últimas mensagens do filho que morreu de Covid-19 e emociona: ‘Estou com medo’

O homem trocou mensagens com a mãe e infelizmente não resistiu às complicações da Covid.

G1

As mortes em virtude da Covid-19 continuam em alta no Brasil e a doença já tirou a vida de milhares de brasileiros. Inês Caruso, de 55 anos de idade, moradora da cidade de Boituva, interior de São Paulo, perdeu o filho para o vírus no final do mês de abril. Stephan Caruso, tinha 33 anos de idade e chegou a conversar com a mãe por várias vezes durante o seu período de internação.

Publicidade

Em uma das conversas, o rapaz demonstrou estar preocupado com os familiares e revelou sentir medo. “Estou tranquilo, mas estou com medo. Eu sei que vou ficar bom, mas tenho medo de não voltar. O que vai ser da Estela. Tenho que lutar por ela e por você”, escreveu o jovem. Stephan faleceu no dia 17 de abril, mesmo com todos os procedimentos para drenagem do pulmão, ele acabou evoluindo para um quadro de fibrose.

A mãe contou que um dia antes da morte do filho, o médico disse que ele tinha poucas horas de vida e ela conta que pediu para que não desistissem dele. “Eu pedi: ‘Não desliga, não desiste do meu filho’. Eu estava rezando, acreditava que Deus iria fazer um milagre. O médico me disse que mesmo que meu filho sobrevivesse, ele iria ficar na cama, precisando de oxigênio“, lamentou a mulher.

Publicidade

Publicidade

Inês contou que todos os dias saía da cidade de Boituva para visitar o filho em Sorocaba, local onde estava internado. Ela não tinha contato direto, somente podia ver o rapaz pelo vidro da alta da UTI – Unidade de Terapia Intensiva e conversava com ele através de um aplicativo de mensagens. O médico sempre falava como estava o quadro clínico e o jovem sempre queria saber o que o profissional havia falado.

Publicidade

Stephan relatava que sentia muita dor, principalmente a máquina que limpava o pulmão, contou a mãe. Ela ainda revelou que houve falta de medicação para sedação do filho. A mulher disse que por muitas vezes chegou na hora da visita e via o rapaz se debatendo querendo acordar. A secretaria de saúde afirmou que o paciente deu entrada no hospital em estado grave e acabou tendo pioras progressivas não respondendo ao tratamento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.