in

Pai e filha perdem a vida para a Covid-19 num intervalo de pouco mais de dois meses

Isabel Aquino morreu em 21 de fevereiro e Sandro Freitas Aquino morreu nesta segunda-feira (10).

G1

A pandemia do coronavírus esta deixando um rastro de morte desde que surgiu o primeiro caso da doença em meados de dezembro de 2019 na China. Em todo o planeta mais de 157 milhões de pessoas já foram infectadas e mais de 3,2 milhões já perderam a vida devido à doença. De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil está em 3° lugar em números de infectados com mais de 15 milhões e em 2° lugar em números de mortes com mais de 423 mil.

Publicidade

Em meio a tantas mortes está a do contador e estudante de Direito Sandro Freitas Aquino, de 56 anos, e da sua filha Isabel Aquino, de 23 anos. Segundo o site G1, Sandro perdeu a batalha para a doença na madrugada de segunda-feira (10). Sua filha morreu o dia 21 de fevereiro, ambos moravam em João Pessoa.

De acordo com Natanael Nunes, de 27 anos, que é casado com uma sobrinha de Sandro, relatou que na última quinta-feira (5), Sandro havia feito um teste para a Covid-19, mas deu negativo. Porém, a sexta-feira ele se sentiu mal e fez um novo teste para a doença e desta vez deu positivo.

Publicidade

Ele recebeu os primeiros cuidados necessários para a doença e foi orientado a ficar em casa em isolamento.

Publicidade

Pouco tempo depois a vítima passou mal e foi levado para uma unidade médica onde ficou internado. Mas devido à gravidade da doença ele acabou morrendo na madrugada de segunda-feira. Natanael relatou que Sandro sofria de hipertensão, porém, a sua filha não tinha nenhum tipo de comorbidades.

Publicidade

Foi muito rápido. A gente nem bem sabia que ele estava com Covid-19, já ficou sabendo da morte dele”, disse Natanael. Natanael relatou que a esposa e a filha mais nova da vítima estão abaladas.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.