in

Operação no Jacarezinho se torna a ação policial mais letal da história do Rio; número de mortos assusta

Ação aconteceu na manhã desta quinta-feira (6) e se tornou a operação mais letal da história do estado.

G1

Na manhã desta quinta-feira (6), a Polícia Civil do Rio de Janeiro deflagrou uma operação contra o tráfico de drogas na favela do Jacarezinho, localizada na Zona Norte do Rio. A ação terminou com 25 pessoas mortas.

Publicidade

Segundo dados do Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos (Geni) da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da plataforma Fogo Cruzado, que reúne estatísticas a cerca de tiroteios ocorridos no Rio, esta, até o momento, é a operação policial mais letal da história do estado.

De acordo com a polícia, um dos mortos é o policial civil André Farias, que veio a óbito após ser atingido por um tiro na cabeça. Além disso, 24 pessoas também perderam a vida, porém, não foram divulgados esclarecimentos a cerca de quem são e em que contexto e situação ocorreram as mortes.

Publicidade

Durante esta tarde, o delegado Rodrigo Oliveira, da Core, afirmou que dois indivíduos foram mortos após atentarem contra a vida de agentes que realizavam uma perícia no local onde ocorreram outras mortes.

Publicidade

Nas redes sociais, moradores que testemunharam a operação relatam mais mortes que as noticiadas pela polícia, além disso, eles também falam em invasão de residências e confisco de celulares.

Publicidade

Após a operação policial, os moradores chegaram a realizar um protesto na comunidade. De acordo com a polícia, nenhuma execução teria ocorrido durante a ação.

Para o delegado Rodrigo Oliveira, a única execução ocorrida durante a operação foi a do policial André Farias. O resultado da invasão foram 25 mortos, seis pessoas presas e diversas armas de fogo apreendidas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.