in

Polícia divulga possível motivo de Jairinho ter assassinado Henry Borel em apartamento

O vereador matinha relacionamento com a mãe da vítima desde o ano passado.

UOL/Divulgação

O vereador Jairo Souza Santos Júnior, mais conhecido publicamente como Dr. Jairinho, foi denunciado pelo Ministério Público nesta semana. Ele está sendo acusado de homicídio triplamente qualificado, pela morte de seu enteado, Henry Borel Medeiros, que faleceu no dia 8 de março deste ano.

Publicidade

As análises periciais realizados no corpo de Henry apontaram que o menino, de quatro anos, morreu depois de sofrer uma hemorragia interna, após uma grave lesão no fígado. A vítima morava com a mãe e o padrasto no Cidade Jardim, Rio de Janeiro, até seu falecimento.

Nesta quinta-feira (06/05), o promotor Marcos Kac, do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), apontou que a morte de Henry foi motivada por “ciúmes” do vereador Dr. Jairinho em relação a Monique Medeiros, mãe do garoto.

Publicidade

Agressões e posterior homicídio acontecem por Jairinho acreditar que criança atrapalhava a relação do casal”, disse o promotor, ao apresentar a denúncia contra o político, que está detido em Bangu 8 há quase um mês.

Publicidade

Jairinho e Monique, que também está detida, em Niterói, responderão pelos crimes de fraude processual, intimidação das testemunhas e tortura contra Henry. O indiciamento do casal ocorreu no início desta semana.

Publicidade

Monique Medeiros escreveu cartas dentro da prisão, afirmando que havia sido coagido pelo então companheiro sobre o que deveria ou não falar durante seu depoimento à polícia, poucos dias depois da morte do filho. A polícia, entretanto, não acredita na versão da professora, que segue isolada das outras detentas.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.