in

Caso Henry: Jairinho pode pegar mais de 40 anos de pena; denúncia chega à Justiça

Vereador foi denunciado pela morte do enteado Henry Borel, de quatro anos, em março.

Polícia Civil RJ /

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou Jairo Souza Santos Júnior, o vereador Dr. Jairinho, e Monique Medeiros, padrasto e mãe de Henry Borel. O menino de quatro anos morreu na madrugada do dia 8 de março, após ser levadao pelo casal ao Hospital Barra D’Or, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Publicidade

A Polícia Civil investigou a morte de Henry Borel por quase dois meses e indiciou Jairinho e Monique. Nesta quinta-feira (6), os dois foram denunciados à Justiça. Jairinho responderá por homicídio triplamente qualificado, tortura e coação de testemunha.

De acordo com o artigo 121 do Código Penal Brasileira, a pena para homicídio qualificado pode chegar a 30 anos. No caso de Jairinho, os qualificadores são: impossibilidade defesa da vítima, tortura e motivo torpe.

Publicidade

Como a vítima, o menino Henry, tinha menos de 14 anos, a pena pode ser aumentada de um terço até a metade. Isso significa que se Jairinho for condenado a 30 anos e tiver a pena aumentada em metade, pegará 45 anos de cadeia. Pela lesgislação brasileira, uma pessoa pode cumprir no máximo 40 anos de detenção. Além disso, há também os crimes de tortura e coação de testemunha, que pode aumentar ainda mais a pena.

Publicidade

Relembre o caso Henry

Henry morreu na madrugada do dia 8 de março. Jairinho e Monique alegaram acidente doméstico, mas laudo do IML no corpo do garoto e reprodução simulada no apartamnento descartaram a hipótese. No dia 8 de abril, ambos foram presos por atrapalharem as investigações. Não à toa, os dois foram denunciados também por coação de testemunhas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!