in

Bebê ferido em ataque a creche segue internado e pai pede orações e desabafa: ‘Coisa mais triste do mundo’

Criança de menos de 2 anos foi ferida em várias partes do corpo, mas vem apresentando evolução.

UOL / AGÊNCIA BRASIL/IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA

Uma das vítimas do ataque brutal cometido dentro de uma escola infantil na cidade de Saudades (SC), na última terça-feira (4), o bebê de 1 anos e 8 meses segue se recuperando dos ferimentos provocados pelos golpes de facão que recebeu do jovem Fabiano Kipper Mai, de 18 anos.

Publicidade

De acordo com o boletim divulgado pelo Hospital Regional do Oeste (HRO), da cidade de Chapecó, nesta manhã (6), o quadro clínico da criança é estável. O bebê foi o único sobrevivente do ataque que resultou na morte de cinco pessoas, e chegou a passar por um procedimento cirúrgico, mas já deixou a UTI.

Diante do quadro de melhora, o bebê foi transferido para o Hospital da Criança de Chapecó, na última quarta-feira. A vítima foi atingida na bochecha, lábios, barriga, além de ter sofrido perfuração em um dos pulmões. 

Publicidade

Pai pede orações e desabafa

Um pouco antes da transferência do bebê, o pai dele, Diego Hübler, fez um comovente e forte desabafo sobre o crime que não só chocou a pacata cidade de Saudades, como todo o país. 

Publicidade

“Peço que orem pelo meu filho e orem para que conforte os corações dessas famílias, porque isso não é fácil. Um filho sempre está preparado para enterrar o pai, mas nunca um pai preparado para enterrar seu próprio filho. Isso é a coisa mais triste do mundo”, disse o pai da vítima sobrevivente. 

Publicidade

Assassino tem melhora

Logo após praticar a ação bárbara, o jovem Fabiano Kipper tentou tirar a própria vida e se feriu com diversos golpes da facão, mesma arma utilizada no crime. Socorrido em estado gravíssimo, o adolescente passou por cirurgia e teve uma melhora significativa no Hospital Regional do Oeste. Segundo o último boletim divulgado, o paciente se encontra sedado, sem riscos de vida, mas não tem previsão de alta. 

Quando receber a liberação médica, Fabiano será levado para prestar depoimento e na sequência será conduzido para uma penitenciária. O jovem foi autuado por cinco homicídios triplamente qualificados, e teve prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, após determinação da Justiça. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade