in

Ataque em SC: assassino perguntou quantos tinha ferido e hostilizou bombeiros

Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, está internado em estado grave em hospital de Chapecó.

G1

Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, invadiu uma escola de educação infantil na cidade de Saudades, oeste de Santa Catarina, e matou cinco pessoas. O perfil psicológico do rapaz mostra que ele era quieto, não tinha amigos, celular e vivia trancafiado em seu quarto.

Publicidade

O suspeito chegou à creche por volta das 10h e usou facas para atacar professoras e alunos. Três crianças menores de cinco anos morreram no ataque (veja a lista das vítimas fatais abaixo). Muitos detalhes do ocorrido ainda estão sendo levantados.

O tenente-coronel Parizoto, comandante do Corpo de Bombeiros de Chapecó, maior cidade do oeste catarinense, deu entrevista à Rádio Bandeirantes. Após o ataque, Fabiano tentou tirar a própria vida. Socorrido, ele foi encaminhado ao Hospital de Pinhalzinho. 

Publicidade

O comandante do Corpo de Bombeiros falou sobre a reação do suspeito no veículo que o levava ao hospital. “Durante o deslocamento, a todo instante, ele seguiu ameaçando a vida dos nossos bombeiros”, contou Parizoto.

Publicidade

Suspeito de ataques perguntou quantas pessoas atingiu

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, Fabiano Mai tentou tirar a própria vida, mas foi impedido por populares. O suspeito de 18 anos teria perguntando quantas pessoas foram atingidas em seu ataque à escola de educação infantil.

Publicidade

Para impedir mortes, professoras se trancaram nas salas com seus alunos. Fabiano teria tentando entrar em todas as salas. Se o ataque tivesse ocorrido minutos antes, no horário do recreio, mais crianças estariam fora das salas de aula e as vítimas seriam ainda maiores. 

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!