in

Jairinho mandou mensagens para amante pouco antes da morte de Henry: ‘Pelo amor de Deus’

O parlamentar está sendo indiciado pela morte de Henry Borel Medeiros, seu enteado.

UOL

O vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, permanece preso em Bangu 8. O parlamentar, de 42 anos, foi indiciado recentemente pela morte de Henry Borel Medeiros, seu enteado, filho de Monique Medeiros da Costa e Silva.

Publicidade

A Polícia Civil do Rio de Janeiro descobriu mensagens que Jairinho enviou para uma amante, Débora Mello Saraiva. A conversa entre o parlamentar e a estudante foi divulgada nesta terça-feira (04/05) e gerou repercussão.

O diálogo entre Jairinho e a amante aconteceu, de acordo com as autoridades, cerca de duas horas antes do momento que o vereador diz ter encontrada o corpo de Henry no chão do quarto, desacordado. “Pelo amor de Deus“, disse o parlamentar, que tentava impedir que ela terminasse o relacionamento.

Publicidade

Tô cansada de você“, respondeu Débora para Jairinho. Ainda segundo informações dos investigadores, o parlamentar, que morava em um prédio de luxo do bairro Cidade Jardim, conversou novamente com a amante no dia seguinte à morte do enteado.

Publicidade

Um detalhe que chamou a atenção da polícia foi o farto de Jairinho não ter mencionado para Débora a morte de Henry. A mulher disse ter ficado sabendo do óbito do menino por meio da imprensa, no dia seguinte ao trágico episódio.

Publicidade

Débora teria iniciado o relacionamento com Jairinho em 2014. A mulher conta que terminou o romance com o parlamentar depois de ficar sabendo que ele estava namorando Monique Medeiros, que também se encontra presa.

Monique está em uma penitenciária de Niterói, isolada das outras presidiárias. Enquanto isso, Jairinho está em uma cela com mais cinco colegas.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.