in

Professoras trancaram crianças na sala para evitar tragédia maior durante ataque em escola de SC

Agressor invadiu escola infantil armado com facão e tentou ceifar a vida de dezenas de bebês e funcionários.

NSC

Um cenário de terror e pânico foi vivenciado na Escola Infantil Pró-Infância Aquarela, no município de Saudades (SC), nesta terça-feira (4). O jovem de 18 anos invadiu a unidade escolar armado com um facão e realizou um ataque contra professoras e crianças que estavam no local. Três bebês e duas funcionárias morreram, entre elas uma professora.

Publicidade

O adolescente tentou tirar a própria vida na sequência, e foi socorrido em estado grave para um hospital da região. 

Desespero

Diante do ataque, professoras da escola trancaram as portas das salas de aulas para tentar proteger as crianças do assassino. A informação foi revelada pelo site NSC, de Santa Catarina. 

Publicidade

Presente no local do crime bárbaro, a repórter Fernanda Moro, da NSC TV, esteve em contato com uma professora da unidade. No seu relato, a docente revelou que um grupo de crianças foi escondido do agressor no fraldário. 

Publicidade

O adolescente ainda teria tentado arrombar as portas das salas de aula, mas não obteve êxito. A ação ágil das professoras evitou com que o cenário de tragédia na escola fosse ainda mais triste. 

Publicidade

Detalhes

De acordo com o delegado Jerônimo Marçal, a professora que veio a óbito foi a primeira vítima a ser atacada pelo agressor. Ela teria encontrado o jovem logo na entrada da escola. 

Na sequência, o assassino desferiu golpes contra crianças que estavam em uma sala de aula para onde a professora atacada correu, e também golpeou uma agente de saúde que estava trabalhando no local no momento do ataque. O crime bárbaro chamou atenção da pacata cidade de Saudades, que possui menos de 10 mil habitantes. 

Em contato com a imprensa, a secretária de Educação do município, que esteve no local da chacina, classificou a situação como “cena de terror”. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade