in

Prefeito eleito com 82% em cidade do MS morre vítima da Covid-19 e caso gera forte comoção: ‘Terrível perda’

Edson Moraes teve piora rápida e passou mais de um mês intubado em um leito de UTI em Campo Grande.

Mídia Max - Divulgação

Internado por mais de 45 dias, o prefeito da cidade de Miranda (MS), Edson Moraes (PSDB), não resistiu às complicações oriundas da Covid-19 e morreu no último sábado (1º), em uma unidade hospitalar da capital Campo Grande. Edson tinha 60 anos, e era uma figura bastante querida no município.

Publicidade

O parlamentar foi diagnosticado com a Covid-19 no dia 15 de março. Inicialmente, ele foi internado em um hospital de Miranda. Quatro dias depois, ele teve uma piora e foi levado para o Hospital Universitário, em Campo Grande (MS).

Por conta do estado delicado, o prefeito teve que ser intubado e ficou nestas condições por mais de um mês. No final do mês passado, a equipe médica tentou extubar o parlamentar, mas Edson voltou a apresentar quadro de infecção e teve que continuar ligado nos aparelhos para respirar e seguir vivo. Após um longo tempo lutando pela vida, ele acabou não resistindo. 

Publicidade

No período em que Edson Moraes esteve intubado, a cidade de Miranda foi administrada pelo presidente da Câmara, uma vez que o vice, Fábio Florença (PDT), estava afastado por problemas de saúde, que não foram revelados. O vice-prefeito assumiu a prefeitura de Miranda neste sábado (1º) e deve ser empossado oficialmente nos próximos dias.

Publicidade

Durante o período de intubação do prefeito, a cidade de Miranda chegou a ser comandada pelo presidente da Câmara porque o vice, Fábio Florença (PDT), estava afastado por questões de saúde não reveladas. O vice-prefeito assumiu o cargo hoje e deverá ser empossado em definitivo na próxima semana.

Publicidade

Homenagens

Nas redes sociais, diversos moradores e figuras importantes de Miranda e do estado do Mato Grosso do Sul prestaram homenagens ao parlamentar que no último pleito eleitoral recebeu 82% dos votos válidos de Miranda. 

“Externamos nossas sinceras condolências a toda família e amigos do nosso prefeito, amigo e irmão pela terrível perda ocorrida neste sábado. Edson Moraes deixa uma grande lacuna na vida pública do Estado, além de um grande legado”, disse o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul), Valdir Júnior.

Números elevados

Com a morte de Edson Moraes, o Brasil chega a marca de 37 prefeitos mortos em decorrência da Covid-19. Os números foram revelados pela Frente Nacional dos Prefeitos. Edson foi o primeiro do MS a perder a vida para o vírus. 

Publicidade