in

Grávida de 33 semanas morre vítima da Covid-19 e deixa 3 filhas; mãe dela tentou ajudar e também foi infectada

Mãe da coach acabou sendo infectada ao viajar para cuidar da filha e está internada.

Divulgação Gazeta Digital

A coach e Bacharel em Direito, Isabel Moura, foi mais uma vítima fatal da Covid-19, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Grávida de 33 semanas quando foi diagnosticada com a doença, a paciente acabou não resistindo, dias após dar à luz à pequena Catarina. A recém-nascida sobreviveu e tem quadro estável.

Publicidade

Segundo informações de uma amiga da família, a historiadora Neila Barreto, Isabel morou em Cuiabá por muitos anos e acabou se mudando para a capital sul-matogrossense após se casar com o médico Rodrigo Cavalcanti.

Isabel foi internada no dia 13 de abril, quando testou positivo para a Covid-19. Na ocasião ela estava com 33 semanas de gestação. De acordo com informações divulgadas por amigos e familiares da vítima, o estado de saúde dela piorou significativamente, e a equipe médica optou por realizar o parto de emergência. Dias depois, ela não resistiu e morreu sem conhecer a terceira filha.

Publicidade

Homenagens

Nas redes sociais, diversos amigos de Isabel prestaram homenagens e se solidarizaram com os familiares pela perda irreparável. “Você me disse que mesmo na morte existe vida. E provou isso, você se foi, mas deixou aqui um fio de esperança e alegria em meio a esse caos, trouxe a Catarina”, disse uma amiga da vítima na web.

Publicidade

Drama com a mãe

Diante do quadro delicado da filha, a mãe de Isabel, a jornalista Márcia Caetano, saiu de Cuiabá para ajudá-la. Contudo, ela também acabou sendo infectada pela Covid-19. As informações repassadas pelos familiares dão conta de que o quadro de saúde da profissional da imprensa é grave. Ela está internada em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Publicidade

Publicidade