in

Deputado petista pede impeachment de Bolsonaro e Arthur Lira responde na lata: ‘inúteis’

Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, pedidos de impeachment contra Bolsonaro são inúteis.

Reprodução YouTube Foco do Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem enfrentado uma forte oposição no Congresso Nacional. Não param de chegar pedidos de impeachment contra o chefe do Executivo à Câmara dos Deputados, primeira casa por onde o processo deve passar.

Publicidade

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) questionou o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas-AL) sobre os pedidos de impeachment contra Bolsonaro. Lira, que foi apoiado por Bolsonaro nas eleições para a Câmara, em fevereiro, respondeu na lata.

Primeiro Lira pediu para não ser interrompido enquanto falasse e que o petista o ouvisse calado. Logo depois afirmou que não cabe à Casa, referindo-se à Câmara, desestabilizar uma situação por conveniência. “Os pedidos de impeachment, em 100%, não 95%, em 100% dos que já analisei são inúteis para o que entraram e para o que solicitaram”, disse Lira.

Publicidade

Publicidade

Bolsonaro vem sendo muito criticado por causa da condução durante a pandemia do coronavírus, mas mantém cerca de 30% de apoio popular. Mesmo assim, nenhum pedido de impeachment que chegou à Câmara parece ter tido um argumento forte o suficiente para que fosse aberto processo. Nem mesmo quando Rodrigo Maia (DEM-RJ) era o presidente da Casa.

Publicidade

Desde o período de redemocratização, dois presidentes do Brasil sofreram impeachment: Fernando Collor de Melo, em 1992, e Dilma Roussef, em 2016. Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, que governaram o Brasil por dois mandatos de quatro anos, também foram alvos de pedidos de impeachment, mas nenhum foi para frente. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!