in

‘Tem coisas que nós, mães não conseguimos evitar que o filho passe’; disse a mãe de Monique após Henry morrer

Polícia recuperou novas mensagens no celular de Monique Medeiros, mãe de Henry

MONTAGEM/UOL

Novas mensagens foram recuperadas do celular de Monique Medeiros pela Polícia Civil do Rio de Janeiro através de um software israelense. Dessa vez, o conteúdo recuperado mostra as mensagens que a mãe de Henry trocou com sua família após a morte do garoto.

Publicidade

Entre os dias 13 e 24 de março, Monique trocou 134 mensagens com seu pai, Fernando José Fernandes. Ela confidenciou para ele que deve merecer tudo que esta acontecendo pois foram escolhas dela que a levaram colher esses frutos que está colhendo agora. Em outro momento, a pedagoga confessa que está se sentindo culpada. Fernando José lhe respondeu que, então todos erraram. Ele ainda consolou a filha dizendo que nada acontece se Deus não permitir.

Já com Rosângela Medeiros, mãe de Monique, há 226 conversas, entre ligações, áudios e mensagens. No dia 16 de março, a professora relatou para a mãe que estava a caminho do advogado dela e do vereador Dr. Jairinho após ter passado por um interrogatório de sete horas no dia anterior. 

Publicidade

Com medo do que poderia acontecer adiante, Monique pediu em uma mensagem ‘que Deus me ajude‘, já sua mãe respondeu que tudo isso iria passar. Para consolar a filha, Rosângela disse tem coisas que as mães não conseguem evitar que o filho passe, querendo afirmar que Monique não tinha culpa da morte de Henry.

Publicidade

Agora a perícia está focada nos dois celulares de Jairinho, o que deve ser concluído ainda nesta semana. Após isso, a Polícia pretende finalizar o inquérito, indiciando o parlamentar e a professora por homicídio duplamente qualificado.

Publicidade

Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com