in

Blogueiro que transmitiu morte da namorada ao vivo após deixá-la exposta a uma temperatura de -4°C é condenado

Stanislav Reshetnikov, de 30 anos, atendeu a um desafio dos fãs que levou a namorada à morte.

Jornal Extra | Divulgação

Um caso macabro voltou a ganhar repercussão nesta semana. O blogueiro Stanislav Reshetnikov, de 30 anos, foi condenado a seis anos de prisão pela morte da namorada, Valentina Grigoryeva. À época, o influencer conhecido como ReeFlay, aceitou um desafio dos fãs e deixou a namorada presa na varanda de seu apartamento em Moscou a uma temperatura de -4°C.

Publicidade

De acordo com o Jornal Extra, inicialmente acreditava-se que a mulher teria sido vítima de hipotermia, porém, o laudo realizado no corpo apontou marcas de lesões na cabeça. Em depoimento no dia do julgamento, ReeFlay confessou que havia batido na cabeça da namorada por várias vezes.

As sessões de tortura contra Valentina seriam rotineiras. O rapaz recebia desafios para realizar agressões contra a namorada ao vivo em troca de quantias de dinheiro. Em uma ocasião, ReeFlay atacou a jovem com spray de pimenta e ganhou cerca de R$ 5.200 reais.

Publicidade

No dia da morte de Valentina, o influencer filmou o momento em que arrastou a namorada para dentro de casa. Em imagens transmitidas ao vivo, foi possível observar a jovem deitada no sofá aparentando estar desmaiada. “Valya, você está viva? Minha coelhinha, o que há com você? Valya, Valya, droga, você parece que está morta!”, disse o influencer durante a live.

Publicidade

Minutos depois, Reshetnikov disse aos seguidores que a namorada estava pálida e que não estava respirando. Internautas que presenciaram a cena acionaram uma ambulância para socorrer Valentina. O caso chocante gerou revolta na Rússia e apelos para que esse tipo de conteúdo seja proibido no YouTube.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade