in

Youtube derruba vídeos de Bolsonaro sobre Covid por ‘desinformação médica’ e eleitores reclamam de censura

Mais de quatro vídeos do presidente Jair Bolsonaro foram removidos, mas a plataforma ainda mantém o canal ativo.

Montagem: Youtube Bolsonaro/UOL

Na última semana, o Youtube derrubou alguns vídeos do canal de Jair Bolsonaro por violar políticas de desinformação médica sobre a Covid-19. Nos vídeos gravados pelo presidente ele recomenda alguns remédios para conter a doença, mas nenhum dos medicamentos indicados tem comprovação médica.

Publicidade

Bolsonaro já havia passado por isso anteriormente. Na segunda-feira, dia 23, o Youtube derrubou um vídeo do canal por esse mesmo motivo. São cinco violações contra as políticas da plataforma em menos de uma semana e isso pode resultar em suspensão da conta.

De acordo com o G1, o Youtube não suspendeu o canal porque há um período de carência, já que as novas regras sobre desinformação sobre a Covid são recentes e foram atualizadas há pouco tempo. Todos os vídeos excluídos pelo Youtube são de lives  que Jair Bolsonaro faz às quintas-feiras para conversar com eleitores e passar algumas informações sobre seu governo.

Publicidade

Os vídeos excluídos são do meio da pandemia para frente. O primeiro, que foi removido pela plataforma, foi publicado em julho de 2020. Também foram retirados os vídeos dos dias 26 de novembro de 2020, 10 de dezembro de 2020, 14 de janeiro e 11 de fevereiro de 2021. 

Publicidade

Embora o canal não tenha sido desativado, os eleitores do presidente não gostaram da postura do Youtube.  Em uma publicação feita pelo portal G1, onde fala sobre a decisão da plataforma, muitos reclamaram de censura. “Como o Youtube sabe que é ineficaz para a Covid?“, questionou um eleitor. Outro avisou que podem tentar censurar o presidente, mas ele estará forte para as próximas eleições.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Gabriele

.