in

Afinal de contas, quanto tempo dura a proteção das vacinas contra a Covid-19?

A possibilidade de que haja imunização anual não está descartada, mas ainda não há dados concretos.

Olhar Digital

A vacina contra a Covid-19 é a atual esperança para colocar um freio na pandemia do coronavírus. Mesmo com a imunização ocorrendo em várias partes do mundo, algumas questionamentos ainda são feitos sobre a vacina. Afinal de contas, quanto tempo dura a imunidade que é produzida por esse vacina contra a Covid-19?

Publicidade

Essa pergunta tem sido feita por muitos, porém a resposta é que não se sabe com certeza quanto tempo dura a imunidade da vacina. A Pfizer juntamente com a parceira BioNtech disseram que o seu imunizante se manteve eficaz por pelo menos seis meses. Os voluntários vão continuar sendo acompanhados para que a análise dos anticorpos sejam realizadas pelos próximos seis meses.

Especialistas no assunto ressaltam que o cenário possível é que a imunização contra a doença passe a integrar as campanhas anuais, como no caso do vírus Influenza. “A vacina surgiu em meio a uma emergência sanitária e ainda estamos aprendendo e observando o tempo de duração do efeito protetivo”, explicou o pesquisador da Fiocruz, Rodrigo Stabeli.

Publicidade

De acordo com o especialista, o processo de imunização é algo muito recente e não houve tempo suficiente para que os cientistas observassem os efeitos e também a eficácia do imunizante a longo prazo. O Reino Unido foi o primeiro país a começar a vacinação no mês de dezembro do ano passado.

Publicidade

Somente o tempo vai responder essa pergunta. Os estudiosos também não excluíram a possibilidade de que talvez seja necessário fazer aplicação de reforços vacinais para elevar a proteção contra o vírus e as suas mutações. Isso quer dizer que talvez não seja possível erradicar o coronavírus, mas vai ser possível conter a disseminação.

Publicidade

No momento, a tentativa é de evitar a circulação das mutações do vírus e somente é possível alcançar esse objetivo com a vacinação em massa da população. Além disso, é extremamente importante evitar as aglomerações e manter todos os protocolos necessários para evitar ser contaminado com a doença.

Publicidade
Publicidade