in

Vereador será investigado após abrir caixão lacrado para provar que idoso não teria morrido de Covid-19

O vídeo circulou nas redes sociais e culminou com abertura de investigação contra o vereador mineiro.

G1

Um vereador de Santa Bárbara do Leste será alvo de investigações após quebrar protocolo sanitário de prevenção à Covid-19, em Minas Gerais.

Publicidade

Utilizando um facão, o parlamentar petista William Faria decidiu abrir o caixão lacrado de um idoso de 92 anos para, segundo ele, provar a todos que o homem não teria morrido por conta de infecção pelo novo coronavírus..

De acordo com o Hospital Irmã Denise, localizado em Caratinga, Minas Gerais, o paciente José Vieira do Carmo veio a falecer por conta de uma Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e sintomas da Covid-19.

Publicidade

Jośe havia dado entrada na UPA de Caratinga no último sábado (24), no período da noite. O paciente, em seguida, foi transferido para o hospital Irmã Denise, porém, poucas horas depois, não resistiu e veio a falecer.

Publicidade

Segundo informações da família de José Vieira, o idoso teria realizado o teste rápido de Covid-19, porém, o resultado teria sido negativo. Um segundo teste PCR também foi realizado, todavia, o resultado ainda não foi divulgado.

Publicidade

Por conta do falecimento ter se dado em meio a suspeita de infecção pelo novo coronavírus, o corpo do idoso foi levado para a funerária e logo em seguida encaminhado direto para o cemitério.

De acordo com o informado pelos familiares, José constantemente apresentava problemas de saúde e já havia tomado a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. A segunda dose estava marcada para a próxima semana, porém, a eficácia máxima da vacina só ocorre a partir de dez a 20 dias após a aplicação da segunda dose.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.