in

Professora e esposo morrem vítimas da Covid-19 em curto intervalo e três filhos ficam órfãos; caso comove

Jovem contraiu o coronavírus durante a gestação do terceiro filho e estava internada depois dar à luz.

UOL

A pandemia da Covid-19 segue ceifando milhares de vidas em solo nacional. Nas últimas semanas, tem sido registrado um aumento significativo no número de casos de infecção e óbitos. Em São Luís, no Maranhão, uma professora perdeu a vida para a doença em um curto intervalo após o seu companheiro morrer em decorrência da Covid-19.

Publicidade

Bastante querida no Colégio Cenaza, na capital maranhense, Julianna Mara Santos Souza Farias, não superou a batalha contra o vírus, e após um mês internada veio a óbito no último domingo (25). A mulher contraiu o coronavírus enquanto estava grávida do seu terceiro filho. Durante a realização do parto, o quadro clínico da paciente piorou e ela precisou ser transferida para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

A morte da professora do ensino infantil deixou todos os familiares, amigos e alunos impactados, uma vez que ela morreu em menos de um mês após o marido. No dia 7 de abril, o engenheiro eletricista Ernandes Júnior, perdeu a luta pela vida e morreu de complicações oriundas da Covid-19.

Publicidade

Filhos órfãos

Julianna e Ernandes eram casados há 16 anos e tinham outras duas filhas. Uma delas, sofre com epilepsia refratária. No início deste ano, o casal celebrou a compra de uma cadeira de rodas, após uma campanha de ajuda. 

Publicidade

Os três filhos do casal estão sob cuidados dos avós no momento.

Publicidade

Homenagem 

Em um post realizado nas redes sociais, o Colégio Cenaza, onde Julianna lecionava publicou uma homenagem à professora, compartilhando uma foto dela com os alunos do ensino infantil e um comovente texto, assinado pela diretora da unidade. 

Nossa diretora, professora Socorro Matos, escreveu esse texto que nos demonstra como a professora Julianna é…

Posted by Colégio Cenaza on Sunday, April 25, 2021

“Muito querida e respeitada por todos da família Cenaza, incluindo pais e ex-alunos. Foi uma grande mestra, uma mãezona (3 crianças), um ser humano que deixa-nos muitas lições de vida”, diz um trecho do texto publicado pela escola no Facebook.

Publicidade
Publicidade
Publicidade