in

Mãe de menina morta após agressões dela e da namorada se declarava para filha nas redes sociais: ‘Te amo’

Ketelen Vitória da Rocha, de apenas 6 anos, não resistiu às graves lesões e veio à óbito.

Jornal Extra | Divulgação | Montagem Ingrid Machado

Mais um caso grave de agressão e morte de uma criança veio à tona nas últimas semanas. Ketelen Vitória da Rocha, de apenas 6 anos, faleceu após passar por uma sessão de tortura imposta pela mãe, Gilmara Oliveira de Farias, e pela madrasta, Brena Luane Barbosa Nunes. De acordo com o Jornal Extra, Ketelen levou socos, chutes e teve a cabeça batida contra uma parede.

Publicidade

O caso ocorreu na cidade de Porto Real, no interior do Rio de Janeiro. A menina faleceu na madrugada do último sábado (24) após lutar pela vida por alguns dias. Médicos e enfermeiros de um hospital de Resende, para onde a menina foi levada, se surpreenderam com sua força de vontade para viver após sofrer extrema violência por cerca de 48 horas.

Segundo as investigações da 100ª DP de Porto Real, Ketelen já vinha sofrendo violência há semanas. A menina estava subnutrida, dormindo em um colchão velho, era impedida de ir à escola e obrigada a fazer serviços domésticos. A mãe da menina morava em Duque de Caxias, e se mudou com a filha para Porto Real após conhecer Brena.

Publicidade

Em meio às agressões impostas à filha, Gilmara se declarava para a criança nas redes sociais e demonstrava ser uma boa mãe. “Você veio para mudar minha vida e me transformar nessa grande mulher. Te amo, filha”, disse a mãe de Ketelen em uma das publicações. Ela e a namorada se encontram presas preventivamente pela morte da menina.

Publicidade

A mãe de Brena, madrasta da menina, foi quem chamou a ambulância para socorrer a criança. A mulher afirmou que já sabia das agressões realizadas pela filha e pela nora, mas que não havia denunciado anteriormente porque era ameaçada por Brena.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade