in

Covid-19: o alerta da doença pode vir através da pele

Alguns relatos de pacientes que contraíram a enfermidade tiveram manifestações dermatológicas.

UOL

A Covid-19 tem vários sintomas que já são conhecidos pela maioria da população. No entanto, existem alguns sinais da enfermidade que grande parte das pessoas ignora. Muita gente não sabe, mas o alerta do vírus também pode vir pela pele. Manchas vermelhas juntamente acompanhadas de uma coceira intensa podem ter ligação com o coronavírus.

Publicidade

Portanto, é importante ter atenção já que a lesão na pele pode ser um indício de alerta para a Covid-19. Foram associados mais de 50 efeitos ao vírus desde que iniciou a pandemia do novo coronavírus. No entanto, vale ressaltar que um deles tem duas características quase exclusivas. A lesão na pele pode ser sinal antecipado para as pessoas que foram contaminadas com o vírus, podendo ser o único indício da infecção para muitas pessoas.

Essas foram informações coletadas por pesquisadores do King’s College London, no Reino Unido. O estudo teve como base informações de quase 350 mil pessoas. No total, 17% que contraíram o vírus tiveram como primeiros sintomas erupções na pele, e 21% falaram que esses sinais foram os únicos sintomas clínicos da doença.

Publicidade

Os estudiosos dividiram os efeitos que foram relatados pelos pacientes e, dois grupos, que são as erupções inflamatórias e as lesões vasculopáticas. A relação das manifestações dermatológicas e a Covid chamaram atenção dos especialistas desde o começo da pandemia. No ano passado, os italianos já haviam identificado logo na primeira onda da doença em março de 2020, o aparecimento desses indícios em 20% das pessoas infectadas com o vírus.

Publicidade

Foi quando ficou claro para os especialistas que a enfermidade poderia estar na lista das infecções virais que podem ter como sintomas algumas manifestações dermatológicas na pele, como é o caso do Zika Vírus, dengue e chikungunya.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.