in

Caso Henry: morte pode ter ocorrido em apenas 4 minutos; novo laudo é divulgado

A morte do garoto Henry Borel, de quatro anos, pode ter acontecido em apenas quatro minutos.

Reprodução: Globo

As investigações da morte de Henry Borel continuam. Novo laudo pericial divulgado revela com detalhes as lesões sofridas pelo garoto de quatro anos. Henry morreu na madrugada do dia 8 de março. Ele estava no apartamento com a mãe, Monique Medeiros, e com o padrasto, Jairo Souza Santos Júnior, o vereador Dr. Jairinho.

Publicidade

Henry foi socorrido pelo casal e levado ao Hospital Barra D’Or. O laudo aponta que o menino já estava morto quando o socorro aconteceu naquela madrugada. Monique e Jairinho estão presos desde o dia 8 de abril, acusados de atrapalhar as investigações.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro descobriu que eles conversaram com testemunhas, que sentiram acuadas e mentiram em depoimento. A babá Thayna Ferreira e a faxineira Leila Rosângela prestaram novo depoimento e deram versões diferentes da primeira vez que falaram na 16ª DP da Barra da Tijuca.

Publicidade

Henry pode ter sido morto em apenas quatro minutos

De acordo com o laudo complementar da morte de Henry, o garoto pode ter morrido em apenas quatro minutos. Esta informação foi divulgada ontem (22/04) pelo programa Cidade Alerta, da Record TV, e chama a atenção de todos os que estão acompanhando este caso.

Publicidade

O documento concluiu ainda que a quantidade de lesões internas e externas não foram provocadas por uma queda livre ocorrida dentro do apartamento. Monique e Jairinho falaram em acidente doméstico e alegaram à polícia que encontraram o garoto caído em um dos quartos da casa por volta das 3h30 do dia 8 de março. Há expectativa de que a perícia conclua o inquérito da morte de Henry ainda nesta sexta-feira (23).

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!