in

Pai de Henry traz revelação sobre histórico de Monique, vê ‘estratégia’ e dispara: ‘Não protegeu o filho’

Henry Borel morreu na madrugada do dia 8 de março, e caso ainda segue sob apuração da Polícia Civil.

UOL | DIVULGAÇÃO | MONTAGEM INGRID MACHADO

As investigações do caso de morte do menino Henry Borel estão na reta final de conclusão. Como sinalizado pela polícia anteriormente, há a expectativa de conclusão do inquérito ainda nesta sexta-feira (23). Detidos por atrapalharem a apuração do caso, Monique Medeiros e Jairinho seguem cumprindo prisão temporária.

Publicidade

Nos últimos dias, a nova defesa de Monique Medeiros tem buscado o direito para que a professora deponha novamente na 16ª DP (Barra da Tijuca), trazendo possíveis revelações para o inquérito. A Polícia, no entanto, já enfatizou que pode terminar as investigações sem ouvi-la novamente.

Em entrevista ao portal UOL, o pai de Henry, o engenheiro Leniel Borel, classificou o desejo da ex-esposa em depor citando agressões que ela sofria de Jairinho como uma estratégia dela, por meio dos advogados. 

Publicidade

“Eu não acho que ela estava sendo agredida. Pode ter sido agredida no final, para não falar nada do que sabia. Agora antes? Isso daí é estratégia de advogado para tentar melhorar o caso dela. Ela poderia até estar sendo agredida, mas ela não protegeu o filho dela”, disparou Leniel, afirmando ainda que ex-esposa teve diversas oportunidades de contar a rotina de violência que o próprio filho era vítima, mas não o fez. 

Publicidade

Revelação sobre perfil

Ainda na entrevista, Leniel contou que o pai de Monique, Seu Fernando, já relatou para ele que quando Monique era pequena batia em outras crianças. A professora tinha um porte físico superior às demais crianças, e tudo se intensificou na fase adulta quando ela passou a frequentar a academia.

Publicidade

Nesta linha de pensamento, Leniel não acredita que Monique apanharia de Jairinho sem revidar. Por fim, o engenheiro relata que descobriu a criação de um grupo de família, onde Monique estaria manipulando todos, tentando colocar uma situação contra ele, e solicitando que o pai do menino também fosse investigado.

Leniel conta que no início acreditou na possibilidade de Monique estar sendo coagida por Jairinho, mas esta e outras atitudes da ex-esposa o fez acreditar que ela era a manipuladora. 

Infectada com Covid-19, Monique Medeiros está em um hospital penitenciário do Rio de Janeiro. A mãe de Henry realizou um exame de tomografia no início da semana, onde foi constatado o comprometimento de 5% do pulmão esquerdo. Ela segue em isolamento e sob acompanhamento médico no tratamento contra a doença.

Publicidade
Publicidade