in

Elas são parte do grupo de risco para Covid-19; mas afinal de contas, o que quer dizer comorbidade?

A palavra tem sido muito usada desde o começo da pandemia do novo coronavírus.

FreeCte

Desde o começo da pandemia do novo coronavírus tem se escutado muito a palavra comorbidade. No começo, os especialistas sempre falavam sobre as pessoas que faziam parte do grupo de risco para a Covid-19, sendo os idosos e pessoas com comorbidades. O tema que tem uma relevância especial no atual momento que a lista de imunização para os grupos prioritários avança para a vacinação contra o vírus.

Publicidade

Mas, afinal de contas o que são comorbidades? De uma forma direta, comorbidades são doenças ou condição prévia associada a uma piora da saúde que acompanham uma pessoa no caso de contágio com a Covid. Algumas situações mais corriqueiras, como no caso da pressão alta, diabetes, obesidade e doença renal crônica podem piorar bastante o prognóstico, ou seja, elevam a chance do indivíduo ficar com Covid por um período mais longo e apresentar a forma a forma mais grave da enfermidade podendo evoluir a óbito.

Isso ocorre porque todas as condições que foram citadas anteriormente alteram a circulação sanguínea prejudicando o fluxo de nutrientes ou a eliminação das toxinas. O coronavírus tem capacidade de atrapalhar o funcionamento normal dos vasos e também do pulmão. Desta maneira a combinação desse estado preexistente e o impacto da infecção pode resultar em algo devastador para o organismo.

Publicidade

É estimado que 20% da população adulta brasileira tenha pressão alta, 27% tem obesidade e aproximadamente 10% conviva com diabetes, já pacientes portadores de doença renal são 1,4%. Também entram nesse grupo as pessoas com asma, doença pulmonar, portadores de anemias, doença no fígado ou quem tenha passado por transplantes e tratamentos oncológicos. Usuários de medicamentos imunossupressores e todos que tem alguma condição associada à ocorrência de infecções mais graves.

Publicidade

A síndrome de Down também é uma enfermidade que entra no contexto do grupo de risco para a Covid-19. O governo federal calcula que cerca de 18 milhões de indivíduos estejam no rol de comorbidades.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.