in

Últimas horas do caso Henry: Monique e Jairinho devem ser indiciados por homicídio duplamente qualificado

O médico e a professora estão em prisão temporária há pouco mais de uma semana.

UOL

O inquérito que investiga a morte do menino Henry Borel Medeiros, de quatro anos de idade, está chegando ao final. A Justiça informou que o caso deve ser fechado até a próxima sexta-feira (23/04) e o resultado é bastante esperado.

Publicidade

De acordo com o portal O Globo, o relatório final da investigação indiciará airo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, e a professora Monique Madeiros da Costa e Silva pelo crime de homicídio duplamente qualificado, por emprego de tortura e sem possibilidade de defesa da vítima.

O casal, que morava em um condomínio de classe média alta do Rio de Janeiro, foi preso no dia 8 de abril deste ano. Eles são suspeitos pela morte de Henry, filho de Monique. Os três moravam juntos há poucos meses no condomínio Majestic.

Publicidade

Henry foi encontrado desacordado na madrugada de 8 de março de 2021. A criança foi levada pela mãe e o padrasto para um hospital do Rio, mas foi declarado em óbito logo após chegar à unidade de saúde particular.

Publicidade

Henry apresentou 23 lesões espalhadas pelo corpo em locais como barriga, cabeça e lesões nos rins, não condizentes com um acidente doméstico. Jairinho se tornou o principal suspeito da morte e foi acusado por outras mulheres de ter cometido agressões em relacionamentos anteriores.

Publicidade

Amanhã a polícia deve dar as últimas considerações sobre o caso. Ainda não foi informado se Monique prestará um segundo depoimento, como foi solicitado pelos advogados que a defendem. Ela recentemente deu novas declarações sobre o caso, como o fato de não ser ela quem encontrou o corpo de Henry no chão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.