in

Pintura de R$ 400 mil paga com dinheiro público desmancha quatro meses após inauguração

A obra, paga com dinheiro do contribuinte, passará por reparos pela equipe do artista brasileiro Eduardo Kobra.

G1

Uma pintura no mural principal do Parque Rio Branco, em Boa Vista, Roraima, chamou atenção da população local não só pela beleza, mas também pela sua duração em relação ao valor pago. A obra, que custou R$ 400 mil aos cofres públicos e foi assinada pelo artista brasileiro Eduardo Kobra, simplesmente desmanchou após quatro meses. O valor pago pela pintura foi divulgado no Diário Oficial do Município.

Publicidade

A Prefeitura de Boa Vista, responsável pela manutenção do parque, informou através de uma nota que entrou em contato com o artista e que os devidos reparos deverão ser realizados. 

Além disso, o órgão informou ainda que a situação passará por uma avaliação, porém, a hipótese mais aceita é a de que além da exposição ao sol, o grande volume de chuvas na capital e a umidade no muro tenham colaborado para desmanchar a obra.

Publicidade

O artista Eduardo Kobra foi procurado pelo portal de notícias G1 e afirmou que se pronunciaria até esta quarta-feira (21) a respeito do assunto, porém, até o momento ele não comentou o caso.

Publicidade

Em imagens registradas pelo G1 na última terça-feira (20) é possível notar o nível do desgaste da pintura de uma iguana que ocupa grande parte do mural. A obra foi feita em muro de concreto que abrange toda a lateral do local.

Publicidade

A inauguração do Parque Rio Branco se deu em dezembro de 2020, em plena pandemia do novo coronavírus. O evento foi responsável por gerar uma grande aglomeração e chamou atenção pela presença de pessoas sem máscaras e a falta de obediência a cerca do distanciamento social.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.