in

Monique com pulmão comprometido, fim do inquérito e saída do Rio; as últimas horas do caso Henry

Morte do garoto continua sendo investigada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Reprodução Record TV

A Polícia Civil do Rio de Janeiro deve finalizar nos próximos dias o inquérito da morte do garoto Henry Borel. O menino de quatro anos morreu na madrugada do dia 8 de março. A mãe, Monique Medeiros, e o padrasto, Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairirnho, estão presos desde o dia 8 de abril.

Publicidade

Os dois são acusados de atrapalhar as investigações. Eles estavam com Henry no apartamento localizado na Barra da Tijuca. O casal alega que o menino foi encontrado caído em um dos quartos do apartamento. Encaminhado ao hospital, Henry morreu antes de chegar ao Barra D’Or.

As últimas horas do caso envolvendo a morte de Henry foram agitadas. A mãe do garoto, Monique Medeiros, foi diagnosticada com Covid-19. A pedagoga foi encaminhada ao Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, zona oeste do Rio, nesta quarta-feira (21).

Publicidade

No hospital, ela passou por uma tomografia que apontou que 5% do seu pulmão está comprometido, de acordo com O Globo. Monique, segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), já retornou ao Hospital Penitenciário Hamilton Agostinho, no Complexo de Gericinó.

Publicidade

Outra informação que agitou as últimas horas foi a saída da babá, Thayna Ferreira, do Rio de Janeiro. De acordo com a advogada dela, Priscila Sena, a babá de Henry foi para o interior. “Ela foi viajar com os pais para sair um pouco do foco. Foi pro interior, ficar quietinha”, contou. Thayna tornou-se peça importante nas investigações. Ela mentiu no primeiro depoimento dado à polícia. No segundo, contou tudo o que sabia e relatou supostas agressões sofridas por Henry.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!