in

Caso Henry: Conselho de Ética inicia nesta quarta-feira (21) discussão sobre cassação de Jairinho

Em reunião extraordinária marcada para hoje, vereadores debaterão sobre a cassação do parlamentar.

G1

Nesta quarta-feira (21), está prevista a realização de uma reunião extraordinária do Conselho de Ética da Câmara dos vereadores do Rio de Janeiro. A intenção é debater e decidir a cerca da abertura de um processo de cassação contra Dr. Jairinho (sem partido), que atualmente está preso por conta do andamento das investigações sobre a morte de seu enteado, Henry Borel, de apenas 4 anos de idade.

Publicidade

Jairinho e sua companheira e mãe da criança, Monique Medeiros, tiveram ordem de prisão preventiva decretada após serem acusados de interferir nas investigações da morte do menino e de coagir testemunhas a prestarem falsos esclarecimentos.

A reunião que ocorre hoje atende ao pedido do vereador Alexandre Isquierdo (DEM), presidente do colegiado. Segundo apurado pelo jornal local Bom dia Rio, o esperado é que ocorra uma representação em prol da abertura do processo. 

Publicidade

Jairinho já havia sido desligado da comissão considerada a mais importante da casa, a Comissão de Justiça e Redação. O ato que desligou o parlamentar foi publicado no Diário Oficial da Câmara de Vereadores em 19 de abril. O desligamento do parlamentar se deu após chegar às mãos de Caiado um documento oficializando a expulsão do vereador do partido Solidariedade.

Publicidade

A legenda decidiu expulsar Jairinho no dia 8 de abril, apenas algumas horas após o cumprimento do mandado de prisão do casal. “Diante dos novos fatos revelados, a Executiva Nacional do Solidariedade, em conjunto com a estadual do partido, resolve expulsar, de forma sumária, o vereador Dr. Jairinho”, anunciou o partido.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.