in

Mãe de Henry é diagnosticada com Covid-19 dentro da prisão e é isolada em hospital

A professora está detida desde o último dia 8, quando foi presa na casa de uma parente.

UOL/Montagem

A professora Monique Medeiros da Costa e Silva está presa em uma unidade penitenciária de Niterói. A mulher está sendo acusada, com o namorado, o vereador Jairo Souza Santos Júnior, pela morte de Henry Borel, seu filho.

Publicidade

Monique foi presa no último dia 8 de abril em Bangu, na casa de uma parente. Ela foi acusada pela Justiça de estar atrapalhando as investigações do caso da morte de Henry, que foi declarado sem vida no dia 8 de março deste ano.

Na primeira noite na prisão, Monique passou mal e precisou de remédios. Pouco depois, ela foi levada ao hospital penitenciário, onde realizou exames. O prognóstico foi de que a professora estava com infecção urinária.

Publicidade

Nesta semana, Monique foi diagnosticada com outra doença. Conforme o G1, a mãe de Henry está com Covid-19, apesar de estar há vários dias sozinha em sua cela. Agora, ela tem que ficar isolada de todos para evitar contagiar mais pessoas na unidade de saúde para a qual foi levada.

Publicidade

Ao sentir mal, Monique solicitou atendimento médico e foi encaminhada para Hospital Penitenciário Hamilton Agostinho. Na instituição,  ela foi diagnosticada com sintomas de coronavírus, fez exames e foi confirmada a doença.

Publicidade

Até o momento, não foi divulgado o real estado de saúde da professora, que deve ficar em detenção por, no mínimo, trinta dias. Mais detalhes sobre o caso podem ser divulgados a qualquer momento. Jairinho, o namorado, está preso em Bangu 8 e também chegou a pedir atendimento médico há alguns dias após alegar que não estava se sentindo bem.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.