in

Caso Henry: Jairinho acaba de sofrer dura punição pela suspeita de assassinato do menino

O político está detido desde o último dia 8 de abril, assim como a companheira.

UOL/Montagem

O vereador Jairo Souza Santos Júnior, que até recentemente pertencia ao partido Solidariedade, está preso em Bangu 8. O político, assim como a namorada, a professora Monique Medeiros Costa e Silva, foram capturados pela polícia no dia 8 deste mês.

Publicidade

Jairinho, como é chamado popularmente o vereador, está sendo investigado pelo assassinato do menino Henry Borel Medeiros. O garoto, que tinha quatro anos de idade, foi levado para um hospital particular do Rio de Janeiro na madrugada de 8 de março de 2021, onde a equipe já o declarou em óbito.

Henry apresentou, de acordo com exames realizados em seu corpo, uma série de lesões e lacerações condizentes com uma agressão. Jairinho se tornou o principal suspeito pela morte da criança, com quem morava em um condomínio de classe média alta do Rio de Janeiro.

Publicidade

Após a repercussão do caso, algumas mulheres que tiveram relacionamentos com Jairinho se manifestaram, afirmando também terem filhos agredidos pelo parlamentar. Uma delas se disse amante do vereador e que apanhou dele enquanto estavam juntos.

Publicidade

Diante da polêmica envolvendo o nome de Jairinho, o Solidariedade decidiu expulsar o vereador. Nesta segunda-feira (19/04), presidente da Câmara de Vereadores do Rio, Carlo Caiado, afastou o político da presidência da Comissão de Justiça e Redação, a mais importante da Casa.

Publicidade

A formalização da decisão de retirar Jairinho o partido Solidariedade foi realizada na sexta-feira passada. O vereador deve ficar detido, no mínimo, trinta dias. Ele foi acusado de estar atrapalhando as investigações da polícia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.