in

Caso Henry: advogado revelou motivo de Monique ter ido ao salão após enterro do filho

Os advogados da professora solicitaram permissão para novo depoimento.

UOL/Montagem

A professora Monique Medeiros Costa e Silva está presa em um instituto penal de Niterói. Ela, assim como seu namorado, o vereador Jairo Souza Santos Júnior, são acusados pela morte de Henry Borel Medeiros, filho de Monique.

Publicidade

Um dos pontos que chegou a atenção da polícia durante as investigações foram as atitudes de Monique depois da morte do filho. A partir de imagens da câmera de segurança de um salão, as autoridades descobriram que a professora foi ao estabelecimento de beleza pouco após o enterro do menino.

A defesa da Monique se manifestou e deu uma versão do motivo pelo qual a professora havia ido ao salão de beleza naquele dia: “Monique ficou desesperada, arrancou os cabelos porque tem mega hair. Foi esse o motivo de ela ter ido ao salão no dia seguinte. Ela não tinha como se apresentar daquela forma“, relatou Hugo Novais, novo advogado da mãe de Henry.

Publicidade

O escritório que defende Monique pediu recentemente à Justiça uma nova chance para a professora depor. Segundos os advogados, a professora também foi agredida por Jairinho e tem muito a contar a respeito do vereador.

Publicidade

A Justiça ainda está analisando o pedido do escritório de defesa, mas o delegado Antenor Lopes já adiantou que há provas suficientes contra o casal, dando a entender que um novo depoimento de Monique pode não ter necessário.

Publicidade

A mãe de Henry, morto na madrugada do dia 8 de março deste ano, deve ficar presa por, pelo menos, trinta dias, segundo determinação judicial. Seu namorado, o Dr. Jarinho, está detido em Bangu 8.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.