in

Lembra do Maluf? Com traços de demência e Alzheimer, o ex-prefeito pode estar pagando todos os pecados em vida

Defesa de Maluf alega que o ex-prefeito de São Paulo está com princípio de Alzheimer e insiste que ele receba indulto humanitário.

Reprodução/Globo - MONTAGEM JEAN MARANGONI

Ministro do STF, Edson Fachin determinou que seja feita uma perícia médica para avaliar as reais condições de saúde de Paulo Maluf. O ex-prefeito da cidade de São Paulo está submetido a prisão domiciliar desde 2018. Por razões humanitárias e após a Procuradoria Geral da República solicitar a revogação do regime, o exame foi ordenado.

Publicidade

O Ministério Público apoia que o político retorne para o complexo penitenciário da Papuda, que fica no Distrito Federal. Ainda no ano de 2018, um laudo médico afirmou ser essencial que Paulo Maluf recebesse “cuidados específicos” por conta das múltiplas metástases ósseas em sua coluna vertebral e também no quadril.

No entanto, a Procuradoria ainda entende que essa solicitação quando à manutenção do regime domiciliar aplicado ao ex-prefeito seria “extemporânea”, até porquê seria baseada em circunstâncias médicas antigas. 

Publicidade

O ex-prefeito e deputado está hoje com 89 anos, e seus advogados enviaram à Justiça um novo laudo médico, que foi assinado pelo neurologista Wanderley Cerqueira de Lima. A defesa de Maluf insiste que ele receba indulto humanitário.

Publicidade

O documento médico revela que, novembro de 2020, o político sofre períodos de confusão mental e desorientação, com quadro compatível com demência e evoluindo para Alzheimer.

Publicidade

O laudo aponta ainda uma queda em outubro de 2019, quando sofreu uma fratura no fêmur esquerdo. A partir dessa queda, Maluf teve uma piora grande em sua locomoção, necessitando cadeira de rodas.

O político cumpre uma pena de 7 anos e 9 meses por lavagem de dinheiro e desvio de recursos de obras, isso à época em que esteve à frente no comando da Prefeitura de São Paulo. Maluf cumpre ainda outra pena de dois anos e nove meses por crime eleitoral.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com