in

Caso Henry: babá chorou muito em depoimento ao lembrar do menino e repetiu pedido: ‘Desculpe por ter mentido’

Thayná de Oliveira havia apresentado um primeiro depoimento omitindo e mentindo sobre algumas situações.

G1 - R7 - Montagem

Esta semana foi marcada por desdobramentos importantes nas investigações do caso da morte do menino Henry Borel, de 4 anos. Na última segunda-feira (12), a babá que cuidou do garoto por cerca de dois meses prestou novo depoimento à polícia. Diferentemente da primeira versão, ela trouxe revelações impactantes sobre as agressões cometidas por Jairinho contra a criança.

Publicidade

Em seu relato, Thayná de Oliveira Ferreira, de 25 anos, voltou atrás na versão apresentada inicialmente, e diante das conversas reveladas com a patroa Monique Medeiros, ela confirmou ao menos três episódios de violência do parlamentar contra Henry. De acordo com informações do portal UOL, a segunda oitiva foi marcada por momentos de emoção, quando ela lembrou do menino.

A todo momento, Thayná demonstrou arrependimento por ter mentido no primeiro depoimento, onde citou uma relação harmoniosa inexistente entre Jairinho, Monique e Henry, e pediu desculpas ao delegado Henrique Damasceno, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), por diversas vezes.

Publicidade

“O senhor me desculpe por ter mentido”, repetiu Thayná no início do seu relato. O comportamento da babá foi revelado pela advogada dela, Priscila Guilherme Sena, ao UOL. A profissional acompanhou a cliente durante a oitiva da segunda-feira (12).

Publicidade

O depoimento também contou com um fato atípico: a gravação da conversa, para garantir que a babá não iria mudar a versão e nem estava sendo induzida a depor contra Jairinho. A gravação foi feita sob autorização dela.

Publicidade

“A Thayná se emocionou bastante nos momentos em que lembrava do menino. Ficava dizendo que ele era muito carinhoso. Durante o depoimento, ela chorava muito e ficava pedindo desculpas ao delegado”, disse a advogada Priscila Sena.

Próximo do fim

Restando poucas oitivas a serem realizadas, as investigações do caso Henry Borel estão próximas de uma conclusão. Segundo um dos delegados responsáveis pelo inquérito, a previsão é que até o fim da próxima semana tenha um desfecho na apuração, e toda a documentação será encaminhada para a Justiça.

Publicidade
Publicidade
Publicidade