in

Avó de bebê que morreu eletrocutado ao morder fio de carregador fica desolada após tragédia: ‘Se culpando’

Pais do bebê haviam saído para uma consulta de pré-natal da mãe; outras duas pessoas foram eletrocutadas.

Pinterest - Imagem Meramente Ilustrativa

Um caso comovente foi registrado na cidade de Araçoiaba, na região do Grande Recife, nesta semana. Um bebê de apenas 8 meses de vida acabou morrendo após receber uma descarga elétrica. A criança foi eletrocutada ao morder o fio de carregador de celular que estava na tomada e não resistiu.

Publicidade

A Polícia Civil já abriu inquérito para investigar as causas da morte e apontar possíveis responsáveis pelo óbito. 

Sentimento desolador

Segundo informações de familiares, o bebê identificado como Talisson Fidélis estava sob os cuidados da avó quando o trágico acidente ocorreu. A mulher não percebeu que o menino teve acesso ao equipamento que estava conectado na tomada.

Publicidade

Em entrevista ao portal UOL, o pai da vítima afirmou que a avó está muito abalada pelo ocorrido, e se responsabilizando pela tragédia. 

Publicidade

“Ela está dopada. Ficou em choque. Está se culpando pelo que aconteceu”, disse Emerson Fernando.

Publicidade

Ainda de acordo com o pai, ele e a esposa tiveram que se ausentar por conta de uma consulta médica que a companheira tinha marcada. A mãe da vítima está grávida de três meses, e também ficou bastante desolada com a perda. 

Responsável por atender a ocorrência, o delegado Mamedes Xavier trouxe mais detalhes sobre o caso em contato com o UOL, citando que o cenário de tragédia poderia ter sido pior.

Isto porque, quando o bebê estava sendo eletrocutado, uma criança chegou a pegar nele e ficou agarrada. Um adulto também teve a mesma ação, e também foi eletrocutado. A situação só não foi pior porque um outro adulto, mais calmo, desconectou o aparelho da tomada. 

Talisson Fidélis chegou a ser socorrido para uma unidade hospitalar da região, mas acabou não resistindo aos ferimentos. O corpo dele foi sepultado na última sexta-feira (16), no cemitério de Araçoiaba.

Publicidade
Publicidade
Publicidade