in

Amante de Jairinho expõe que o vereador a dopou e relata situação com seu filho de 2 anos; ele traía mãe de Henry

O político está preso desde o último dia 8 acusado pela morte de Henry Borel.

UOL/Montagem

Nesta sexta-feira (16/04), uma ex-namorada e amante de Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, prestou depoimento na delegacia a Barra da Tijuca. Ela já havia conversado com a polícia no ia 22 de março, mas mentiu na primeira vez por medo do vereador.

Publicidade

Débora Melo disse ter se envolvido com Jairinho por seis anos. Ela disse que o relacionamento entre os dois chegou ao fim porque ela descobriu que o parlamentar estava namorando outra mulher, que seria Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, morto no último dia 8 de março.

O Cidade Alerta exibiu uma reportagem com informações relatadas por Débora, de 34 anos de idade. Ela conta que chegou a ser dopada por Jairinho e que o político, acusado pela morte do enteado, agrediu seu filho, na época com dois anos de idade.

Publicidade

O Enzo (filho de Débora) falou que ele colocou ele deitado no sofá, colocou papel e um pano na boca dele e falou que ele não podia engolir o papel. E ficou em pé no sofá e pisou na barriga dele com todo o peso dele. Aí eu falei: ‘mas ele tirou o pé?’ Ele falou que sim, que botou todo peso“, contou a mulher.

Publicidade

Débora disse que não revelou as agressões à polícia antes porque tinha medo devido ao fato de Jairinho ser um homem influente. A mulher ainda contou que chegou a ter um dedo quebrado pelo então namorado, que a machucava com frequência inclusive por ciúmes.

Publicidade

Jairinho encontra-se detido em Bangu 8 após a Justiça acreditar que ele e Monique estariam atrapalhando as investigações ao coagir testemunhas a respeito do que deveriam dizer em depoimento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.