in

São Paulo irá liberar a realização de cerimônias religiosas no estado

Governo estadual declara que o estado passará por uma fase de transição a partir de domingo (18).

Divulgação/ Governo de São Paulo

Nesta sexta-feira (16), ocorreu uma coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, em que o governo de São Paulo anunciou que irá permitir a liberação de cultos e missas em todo o estado. O anúncio foi realizado pelo vice-governador, Ricardo Garcia, que também anunciou que a partir de domingo (18), São Paulo passará por uma fase de flexibilização econômica. A flexibilização ocorrerá através da flexibilização do Plano SP de combate à Covid-19.

Publicidade

Com a flexibilização econômica, o estado também está preparando uma flexibilização para outros setores, contudo, as novas medidas somente virão a partir de sábado (24). Após o dia 24, salões de beleza, academias e outros serviços serão liberados para o funcionamento. Vale lembrar que as cerimônias religiosas foram liberadas, mas deverão seguir todos os protocolos de contingenciamento da Covid-19.

As medidas de flexibilização somente serão possíveis, pois São Paulo registrou uma queda nas internações causadas pela Covid-19 devido à fase emergencial e fase vermelha da quarentena.  Apesar do número de internados ter abaixado, o número de mortos por Covid-19 ainda segue no mesmo ritmo, mas o governo informou que a média móvel de óbitos deverá abaixar nas próximas semanas.

Publicidade

A ocupação dos leitos de UTI, que são utilizados por pacientes que se encontram em estado grave da doença, ainda está acima de 80%, precisamente 85%, mas apresenta uma considerável baixa, pois no início de abril a ocupação de UTI’s no estado chegou a 92%.

Publicidade

Apesar da flexibilização, o estado de São Paulo está passando por uma falta de medicamentos essenciais para a intubação de pacientes, o que é visto como um grave fator que pode levar as autoridades a repensar algumas medidas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade