in

São Paulo realiza a inauguração de hospitais e leitos, mas segue sem vacinação própria

Bruno Covas queria ampliar a vacinação por conta própria, contudo, ainda não foi autorizado.

Foto: Divulgação/ Governo de São Paulo / Estadão Conteúdo

São Paulo é uma das muitas capitais do Brasil que está com o ritmo lento de vacinação. A capital paulista está vacinando cerca de 120 mil pessoas por dia contra a Covid-19, contudo, de acordo com o secretário de Saúde Edson Aparecido, a cidade poderia estar vacinando um total de 600 mil pessoas, caso o plano de vacinação individual fosse aprovado pelo governo. A estimativa da capital paulista advém da campanha de gripe realizada em 2020, pois de acordo com Edson Aparecido, São Paulo conseguiu vacinar 5 milhões de pessoas em apenas 20 dias. 

Publicidade

As autoridades da capital paulista possuíam a meta de vacinar todas as pessoas acima de 60 anos da cidade ate o fim de abril, entretanto, para cumprir tal meta precisaria de um maior repasse de imunizantes por parte do Ministério da Saúde. Bruno Covas e Edson Aparecido chegaram a discutir a compra individual do imunizante da Jassen, contudo, a Procuradoria-Geral de São Paulo teme que parte das doses tenham que ser destinadas ao Governo Federal.

A Secretária de Saúde da capital paulista está esperando uma definição sobre um possível plano de vacinação individual que será realizado pela cidade, contudo, enquanto não há qualquer resposta do governo estadual, a administração de São Paulo está inaugurando mais leitos em hospitais para evitar o possível colapso no sistema de saúde.

Publicidade

Através de uma Parceria público-privada, a cidade de São Paulo inaugurou o Hospital de Transição Profª Lydia Storópoli, que conta com 212 leitos, sendo 190 de enfermaria, 20 de UTI e mais 2 de estabilização de pacientes. A unidade receberá aqueles pacientes que estão se recuperando da Covid-19, mas ainda não receberam alta.

Publicidade

A construção da unidade hospitalar custou um total de 21,5 milhões de reais, sendo que 18 milhões foram investidos pela iniciativa privada e o restante pelo governo municipal. O custo do hospital será de 8 milhões mensais. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade