in

Caso Henry: ex-namorada de Jairinho pode complicar vereador com depoimento revelador hoje (16): ‘fatos novos’

Ex-namorada se relacionou com Jairinho por 6 anos e relatou ter sido agredida junto com o filho pelo parlamentar.

VEJA / REPRODUÇÃO RECORD TV

O caso de morte do menino Henry Borel chocou o país diante das revelações obtidas nas investigações, que ainda estão em curso para apontar os responsáveis pelo óbito do garoto de 4 anos. 

Publicidade

Principal suspeito na morte do enteado, o vereador Dr. Jairinho segue detido em uma penitenciária do Rio de Janeiro, e se complicando mais à medida que cada novo depoimento é dado. 

Nova oitiva

Ex-namorada de Jairinho, Débora Melo Saraiva, de 34 anos, prestará novo depoimento à Polícia Civil na tarde desta sexta-feira (16). Segundo o advogado da testemunha, ela mudará 

Publicidade

“Basicamente ela vai trazer fatos novos relacionados a como o antigo parceiro dela convivia e como a tratava. Então, vai trazer fatos e circunstâncias novas”, disse o advogado da mulher. 

Publicidade

Entrevista

Nesta quinta-feira (16), uma entrevista do jornalista Roberto Cabrini com uma ex-namorada do parlamentar veio à tona. 

Publicidade

Na conversa, a assistente social Débora Saraiva, revelou que ela e o filho também foram agredidos por Jairinho durante um relacionamento que durou cerca de 6 anos. A testemunha ainda disse que chegou a falar com Monique Medeiros, mãe de Henry, em outubro do ano passado, alertando sobre o temperamento do vereador.

Débora disse que relatou os episódios de agressão à Monique, que teria ficado “meio chocada” ao tomar conhecimento. Mas mesmo assim, voltou a namorar Jairinho. Na época, Jairinho namorava as duas mulheres.

Após saber da infidelidade de Jairinho, Débora teria ligado para Monique no objetivo de revelar ser agredida pelo médico e vereador. 

Segundo Débora, ela ainda entrou em contato com Monique em mais algumas oportunidades. Contudo, quando soube que os dois haviam reatado, deixou de acompanhar as redes sociais da professora, “deixando os dois viverem”. Débora deve prestar oitiva à Polícia Civil nos próximos dias, para contar o que sabe sobre o caso. 

Advogados distintos

A semana foi marcada pela desvinculação de defesa do casal. Na segunda (12), Monique teve novos advogados anunciados. André França Barreto, advogado que defendia o casal, acabou abandonando Jairinho na quarta-feira (14). O casal continua cumprindo prisão temporária, válida por 30 dias, enquanto as investigações do caso são concluídas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade