in

Caso Henry: Leniel pretere exumação do corpo do filho; laudo mostrou 23 lesões no garoto

Defesa do pai de Henry chegou a falar em exumação do corpo do garoto de quatro anos.

Reprodução Globo

Logo no início das investigações da morte de Henry Borel, a defesa do pai dele, o engenheiro Leniel Borel de Almeida, trabalhou com a hipótese de pedir a exumação do corpo do garoto para auxiliar a Polícia Civil. Henry morreu na madrugada do dia 8 de março, aos quatro anos.

Publicidade

Ele estava no apartamento em que morava com a mãe, a professora Monique Medeiros, e o padrasto, Jairo Souza Santos Júnior, o vereador Dr. Jairinho. O imóvel de classe média alta está localizado na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

Jairinho e Monique foram presos na semana passada por atrapalhar a investigação. A Polícia Civil acredita que o vereador matou o enteado com a anuência da namorada, que não teria feito nada para impedir que o filho fosse agredido e morto. 

Publicidade

Laudo apontou 23 lesões no corpo de Henry

Henry foi levado pela mãe e pelo padrasto ao Hospital Barra D’Or, na Barra da Tijuca, mas já chegou ao local sem vida. Jairinho trabalhou para impedir que o corpo fosse encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), mas não conseguiu. Laudo do IML apontou que Henry morreu de laceração no fígado e hemorragia interna.

Publicidade

Um laudo médico apontou 23 lesões pelo corpo do garoto. Diante dessas informações e da reprodução simulada feita pelos investigadores, ficou afastada a hipótese de acidente doméstico. Por isso, o delegado responsável pelo caso, Henrique Damasceno, afirmou que acredita que Jairinho cometeu o crime. Com essses fatos em mãos e com a conclusão do inquérito se aproximando, a exumação do corpo de Henry não será necessária. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!